© 2016 por Felipe Madeira

 
 

Escrivaninha Surface

MATERIAIS
Madeira Maciça
DIMENSÕES
L100 x P60 x A75
Finalista no Prêmio Salão Design 2017
Materiais: Madeira e Aço
2016
Mostrar Mais

"From surface to surface”, obra de Susumu Koshimizu, artista plástico japonês pertencente ao movimento artístico Mono-Ha, foi a principal inspiração para a escrivaninha Surface.

A obra em questão é composta por diversas tábuas de madeira dispostas uma ao lado da outra, cada uma apresentando um tratamento superficial diferente, fazendo alusão à técnica da marcenaria japonesa. Os diferentes padrões, a grande dimensão da obra e o conforto agregado de calma que

a madeira transmite impactaram-me.

 

Entusiasmado pela obra estendi minhas pesquisas para o movimento no qual esta se fazia parte. O Mono-Ha, explorava o encontro entre os materiais de origem natural e industrial, tanto na interdependência destes vários elementos e do espaço circundante como nos próprios materiais em sua individualidade.

 

A soma dos materiais manufaturados com os naturais serviram de inspiração para a escrivaninha: Seu tampo dispõe de dois materiais, de naturezas diferentes, que interagem no mesmo espaço: o compensado laqueado e a madeira maciça, a primeira delimitando a área de uso frequente e a segunda, agregando uma nova função ao tampo, um organizador de objetos que encontra nos padrões utilizados por Susumo um novo potencial de uso e exploração formal. O produto ainda dispõe de um terceiro material, o pé em estrutura metálica tubular, pintado na cor preta.

 

A escrivaninha Surface é o encontro, e ao mesmo tempo exaltação, de três materiais (metal, madeira maciça e compensado). Interdependentes na existência do objeto e individualmente protagonistas no móvel estes materiais têm o poder de discriminar funções, além de serem um reflexo das influências do funcionalismo japonês com as cores, texturas e madeiras brasileiras.